Encontrar empresa por:

Ícone TítuloDados do Setor :: Estudo 2015 / Dados 2014

Compartilhe:

Mercado Brasileiro de Software - Panorama e Tendências / edição 2015
Dados de 2014
 
Faturamento do setor de software e serviços no Brasil 
 
A ABES apresenta os resultados do Estudo Mercado Brasileiro de Software e Serviços 2015, produzido pela IDC (International Data Corporation) em parceria com a entidade. De acordo com a pesquisa, a Indústria Brasileira de TI está posicionada em 7º lugar no ranking mundial, com um investimento de US$ 60 bilhões, em 2014. Se considerarmos somente o setor de Software e Serviços de TI, sem exportações, o montante somou US$ 25,2 bilhões no ano passado. O estudo aponta que o Brasil está posicionado em 1º lugar no ranking de investimentos no setor de TI na América Latina, com 46% desse mercado que, em 2014, somou US$ 128 bilhões. Ao considerar isoladamente o Mercado de Software, o faturamento atingiu no ano passado a marca de US$ 11,2 bilhões, sem exportações. Já o Mercado de Serviços registrou valor na ordem de US$ 14 bilhões em 2014.
 
Para ver e baixar em PDF o Estudo Mercado Brasileiro de Software e Serviços 2015 completo, clique aqui.
 

Histórico do Estudo Mercado Brasileiro de Software - Panorama e Tendências
O estudo é baseado nos dados consolidados por 50 escritórios da IDC, divididos em seis regiões mundiais.
 

Desde 2005, a ABES e o IDC, uma das principais empresas de consultoria e inteligência de mercado com foco em TI e Telecom, realizam e divulgam o Estudo “Mercado Brasileiro de Software – Panorama e Tendências”, que permite conhecer a fundo este segmento econômico.

Ele apresenta, detalhadamente, dados confiáveis sobre os mercados brasileiro e mundial de software, as taxas de crescimento, evolução e tendências do setor, que são essenciais para o direcionamento das estratégias das empresas que competem no setor.

Este estudo é uma importante ferramenta empresarial que está à disposição nesse portal para consulta pelos associados e demais públicos que se interessarem. É possível ler ou fazer download dos documentos divulgados desde o início da realização deste estudo (ano a ano).